Follow by Email

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Emicida - Orra (trexo)


Eu já passei fome, já apanhei calado

Já me senti sozinho, já perdi uns aliado

Eu já dormi na rua, fui desacreditado

Já vi a morte perto, um cano engatilhado

Eu já corri dos homem, bati nos arrombado

Quase morri de frio, eu já roubei mercado

Já invejei quem tem pai, já perdi um bocado

Eu sofri por amor, eu já vi quase tudo chegado



http://www.vagalume.com.br/emicida/ooorra.html#ixzz1ecsbXBdj

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Ministério preto adverte ...

As suas palavras bem ditas
Não fazem efeito
As suas colocações politicamente-corretas
Não fazem o meu estilo

Porque o político nunca é correto
E o correto nunca é o político
E o meu ritmo segue a reta das lutas pretas
Da preta gente que me cerca, entendeu colega?

Sua história não me reconhece
Ainda que meu povo seja o alicerce
Desse país inerte em gente covarde
O ministério preto adverte

Levante-se, movimente-se, inspire-se
Deixe de ver a tve vá ler
O que vai te preeencher de saber

Saber de onde você vem
O que tem , muito além
Do que te falaram, sopravam
alienaram

Evolua parceiros e una-se
Aos seus , não por rebeldia sem causa
Mas pela causa respaldada na rebeldia
de quem um dia lutou por você
sem nem saber que você ia nascer.

Deveres nós tem e direitos você sabe que tem?
Então não mosque na vibe do brother
da esquina que por falta de expectativa divide a rotina da cocaína

Se insira na viajem dos bons de verdade
que sabem que a verdade é relativa
Quando você não se limita e agita
quem precisa de insulina cultural,
Pra mover a roda que gira pra fazer a nossa vez!

A sua palavras bem ditas
Não fazem efeito
Bem ditas agora é o meu conceito de preto!

Janaína Bonfim.

Eu sigo

Ainda estasiada com as dozes de realidade
na qual acordo e amanheço,
Me deparo sem entender o que faço?
Alguns grandes iriam responder : Aja!
Outros pequenos me aconselhariam: Cale-se

E eu nesse tormento resolve : Falo!

Falo ainda que não tenha pra quem falar
Falo ainda que minha voz não alcance você
Falo ainda que me falte a voz.

Ainda que pareça confortada com que tenho
Ainda acorrentada ao que dizem
grito, pra que você saiba que não é conforto
é circunstancia
Não é corrente é ignorância.

E então nessa ciranda incoerente
me firmo,com meus opostos em briga
com a vitória na reta
Querendo encontrar a métrica correta pra
minha situação incerta.

E após esse relato alguns grandes vão me dizer : Aja!
Outros pequenos aconselhar: Para!

E eu? Sou o que acredito, então
Farei o seguinte darei ouvidos aos meus princípios e vou seguindo
escrevendo.

Sem pressa, nadando com os instintos mais íntimos !
Eu sigo !

Janaína Bonfim.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Petter Pan

Eu tenho medo da vida
Tenho medo de apanhar não
saber revidar
Toda essa marra é tudo máscara

Mas não me julgue mal
Ninguém quer ser fraco ou ser mais um
Então resolve ser assim

Nas noite em que estou só
Para não perceber que sou só
Me entorpecer é a saída mais fácil

E então no outro dia me arrependo do que fiz
mesmo assim continuo a fazer
Não quero crescer

Tenho medo dos adultos
Cheios de regras e responsabilidades
Presos em suas vidas, ora felizes
ora depressivos, mudando de idade

Eu não, prefiro ser inconsequente
Poderoso perante os meus iguais
E chocante para os que não entendem
O barato que é demais

Aqui entre nós, tenho medo da vida
Medo da vida que anda
E me deixa pra trás
Pode me chamar de Petter Pan eu não ligo mais !

Na minha terra do nunca
Nunca fico só,nunca sinto dor
nem vazio, nunca crescer, nunca penso em você
Pena que tudo acaba com o amanhecer...


Janaína Bonfim.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Sua Presença


 Ainda Bem - Vanessa da Mata


Quando estou perto de você sinto-me invadida 
Invadida de bons sentimentos 
Arrastada pro abismo em que minha alma declina sem medo
Enfim entrego-me ... 

Quando estou sem você sou apenas eu 
sozinha , sem colo e sem magia 
Sou apenas eu ... sem você 

Quando volto pros seus braços sinto-me tomada 
de maneira devassa e bandida 
Sinto-me cheia de luz e de poesia 

Você é a inpiração meis pura e bonita 
você consegue extrair das minhas entranhas 
aquele amor devastado por outros e me faz acreditar 
na semente que você plantou em solo sofrido 

Sem você nem sei mais imaginar
Sem você ... não há !

Janaína Bonfim

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Miragem ...

Ah! Se pudéssemos contar
As voltas que a vida dá
Prá que a gente possa
Encontrar um grande amor...

É como se pudéssemos contar
Todas estrelas do céu
Os grãos de areia desse mar
Ainda assim...

Pobre coração
O dos apaixonados
Que cruzam o deserto
Em busca de um oásis em flor
Arriscando tudo por
Uma miragem
Pois sabem que há uma fonte
Oculta nas areias...

Bem aventurados
Os que dela bebem
Porque para sempre
Serão consolados...

Somente por amor
A gente põe a mão
No fogo da paixão
E deixa se queimar
Somente por amor...

Movemos terra e céus
Rasgando sete véus
Saltamos do abismo
Sem olhar prá trás
Somente por amor
E a vida se refaz...

Somente por amor
A gente põe a mão
No fogo da paixão
E deixa se queimar
Somente por amor...

Movemos terra e céus
Rasgando sete véus
Saltamos do abismo
Sem olhar prá trás
Somente por amor
A vida se refaz
E a morte não é mais
Prá nós!...



 Muito lIIndaa ;D

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

[ ... ]


NÃO DEIXE O AMOR PASSAR

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento,houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.

Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.
Carlos Drummond de Andrade

[ ... ]


Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas... continuarei a escrever
Clarice Lispector

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

algo sagrado-----------leonardo bava



seu sorriso é sol
uma sensação maior
uma candeia iluminada
um passo pra perdição
um olhar distante á vista  pro mar
um violão sem cordas
um romance sem compania
uma festa sem convidados
uma poesia sem RIMA
uma igreja sem norma sagrada
uma alma vazia.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Ainda lembro ...


Ainda lembro do seu toque 
Do seu cheiro
E de como costumava me chamar

Ainda me pego pensando em nossas juras
Ainda lembro do seu sarcasmo que me irritava
E de suas mãos que arrancavam arrepios quando me tocavam

Ainda penso naquela música que cantamos juntos
Ainda carrego a angustia de não poder te ver
Ainda e por algum tempo vou lembrar de como foi embora
Me deixando só saudade e as lembranças daquela tarde com você

Ainda lembro da sua voz sussurrando em meu ouvido 
O quanto era bom está ao meu lado
Lembro de como seu sorriso me deixava tonta
E de como eu sorria um sorriso de ponta a ponta

Ainda lembro mesmo não querendo lembrar
Que você foi o mais perto do amor
Não sei se é certo desejar
Mas que culpa tenho eu meu senhor?

Mas deixa está que um dia passa
E as lembranças serão apenas marcas
Que o tempo vai levar ...

Janaína Bonfim.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Ìntimos ...


Somos tão íntimos em nossa solidão 
Somos tão ligados ao passado que nos une 
Somos os cacos das histórias que nos despedaçaram 
Somos almas solitárias 

Eu sei e você sabe não é amor 
Ou melhor é amor mas não o nosso 
É o amor alheio que nos consome e nos torna próximos 
É o amor de outros que nos machucaram 

Somos tão íntimos em nossa solidão
Que mesmo estando juntos ainda estamos sós 
E então porque não vamos embora 
Porque só nós sabemos o que nos torna mais que amigos 
cúmplices 

Eu sei e você sabe não é amor !

Janaína Bonfim.

Seu cheiro

Seu cheiro aguça meu faro
Me ganha sem laços
Me envolve
Me leva pela mão sem relutar

Seu cheiro é o aroma
Que mexe com os meus sentidos
Que me rouba a concentração

Seu cheiro é afrodisíaco
É o ímpeto do beijo
abismo que me jogo sem motivo
seu cheiro minha, sentença menino...

Janaína Bonfim.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Cazuza - Preciso dizer que te amo

Excitei

Eu excitei em ir ao seu encontro
Excitei em me render ao seu olhar firme
Relutei no que sempre esteve entre nós
Argumentei sem sucesso com meu coração

Deixei de lutar
Parei de mentir
Me entreguei sem olhar
Os obstáculos que podem surgir

E de tanto excitar
O resultado foi um beijo único
Breve e eterno que me deixou sem ar
Me rende e pronto ...















Janaína Bonfim

O Beijo ...

Foi inesperado, intenso e mágico
Foi breve e eterno
Foi ...
Me levou pela mão e raptou 

Foi tão bom que me deixou de pernas bambas 
Me tomou por inteiro, 
Tirou minha concentração e ação 
Foi verdadeiro

Me deixou sem resposta
Me envolvel sem delongas 
E quando ve já estava nos seus braços 
Citando Moraes pelas ruas

Foi inesperado intenso e mágico ...




















Janaína Bonfim.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

- Proposta ...

Quero te ganhar
Mes tem que ser devagar
Pra não te dá saída
Pra ficar marcada na sua vida

Quero te ganhar
Mas sem possessividade
Porque amo a liberdade
Quero te prender sem grades

Quero te ganhar
Não só por querer, mas porque preciso
Do seu sorriso, suas mãos, seu bismo
Porque antes disse você me raptou

Quero te ganhar
Quero que seja meu e sinta ao meu lado
O que só eu sei que posso te oferecer
Quero que ande comigo sem medo dos amores passados
Quero você .


Janaína Bonfim.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Cigana

Atormenta-me com os sonhos não vividos
Atormenta-me com as histórias do passado
Aprisiona-me no amor não correspondido
Apavora-me com o amor furtado

Diga-me mentiras honestas e verdades insanas
Diga-me que sou o único
Desperta-me bruscamete com um  beijo as tantas
Que durmo novamente no mesmo beijo cigana

Abandona-me se o prato estiver por vim
Cala-me se em ímpeto tentar te impedir
Deixe-me somente as lembranças a me ninar
E leve consigo as minhas angustia ao despertar .

Janaína Bonfim.

caso de horra

 Admiro-me com sua coragem covarde
De tentar substimar uma mulher ferida
Você sabia que relutava em me entregar
Mas me entreguei

Admiro-me com suas palavras sínicas
Que antes de me apunhalar
Juravam um amor irresistivel
Até mesmo pra mim uma presa dificil

Você meu bem me fez pagar caro
Por ter acreditado de novo
porém admirado ficara com o troco

A vingança não é a questão nesse caso
Nesse caso devo lavar minha honrra
Por ser um pobre apaixonado Nas mãos de um esperto disavisado

E quando esse dia chegar
Os sonhos e as lembranças que em mim
fez brotar e dasabar
Vão ter pra você um gosto mais amargo

E só assim te abandonarei meu bem
E só assim deixarei você pra trás ...

Janaína Bonfim .

- Um conselho

" Movimente-se, inspire-se
enxergue o óbvio ainda que seja óbvio
pare de derrubar portas abertas
não se encuque com a toca
pare de andar na defensiva e saiba
usar a ofensiva.
Abra seu olhar, experimente sem medo
de gostar e se gostar não se torne fanático
você está sozinho, porém isso não é uma regra
ande até onde pode ir, incisa até onde valer a pena
aprenda diferenciar aliado de conhecido
inimigo de ameaça
e principalmente de qual o lado certo pra você estar
covêniencia não é uma boa,
ambição deve ser medida e você deve saber até onde ela é benéfica
para você e para os outros.
Amar por inteiro sem se apegar aos fantasmas
de outros amores, sofrer te faz crescer
respeitar e exigir o mesmo.
Postura; é isso q a vida quer de você de mim e deles ."

Janaína Bonfim.

O ritual

Ele caminhou até a praça mais proxima
acendeu um cigarro e viu na fumaça que soltava
o rosto dela, aquele sorriso meigo que
o fazia flutuar, lembrou também o braço que o
enlaçava fazendo-o sentir-se em casa e quando
não mais aguentou deixou com que as lágrimas o invadisse
e se rendeu a dor.
Primeiro a dor da saudade, depois uma dor desesperadora
porque sabia que nunca mais iria ver aqueles olhos
que haviam o prendido desde o
primeiro instate que despretenciosamente
cruzou com os seus.
Então levantou daquela praça com a feição
de um mulambo e a certeza que durante um tempo voltaria
ali mais vezes pra repitir ess ritual, acendeu
outro cigarro e sumiu na escuridão...

Janaína Bonfim.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Lembrar ...

Lembrar de você me toma por inteiro
E quando vejo não mais me pertenço
Você está em mim em cada gesto despreocupado
Está no meu intimo desejo

Lembrar de você é como o vento
Ás vezes é uma brisa que conforta
outras vezes é um tornado que me leva embora
Só deixando os rastos do tempo

Ás vezes consigo não lembra quase um dia todo
Então chega a noite, e como um acoite me massacra com
as lembranças que não me deixam por nada ...

Lembrar de você só isso me restou
E mesmo que seja perturbador
São as lembranças que me fazem sentir vivo...

Janaína Bonfim .

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Já dizia o poeta !

Poética

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.
Vinícius de Moraes

terça-feira, 24 de maio de 2011

A Lágrima

Ontem chorei, desengasguei enfim aquela lágrima que a tanto tempo
eu engole.
Você lembra dela é aquela que me recusei derramar em sua presença
aquela que esconde porque você não merecia vê-la escorrer assim
É assim é aquela que nunca pensei que você pudesse provocar, logo você
que sempre me arrancou sorrisos, agora me arrancava lágrimas tão fortes e difíceis
de serem controladas tal como o amor que sentia por te.
Confesso aliviei-me por tê-la expulsado e mais aliviada ainda fiquei por não ter sido
na sua presença .
Pode parecer orgulho, bom sejamos honestos é orgulho mas não é aquele
orgulho besta, só de pirraça, não meu bem é uma questão de brio.
Você covarde só me fez acusações pelo  puro prazer de me ferir
me provocando então a piores das dores a da alma ferida
Porém agora ela caiu.
E você agora é apenas uma lágrima que se foi
e deixa apenas a certeza de acabou.

Janaína Bonfim.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Os versos que te fiz



Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que a minha boca tem pra te dizer!
São talhados em mármore de Paros
Cinzelados por mim pra te oferecer.

Têm dolência de veludos caros,
São como sedas pálidas a arder...
Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que foram feitos pra te endoidecer!

Mas, meu Amor, eu não tos digo ainda...
Que a boca da mulher é sempre linda
Se dentro guarda um verso que não diz!

Amo-te tanto! E nunca te beijei...
E nesse beijo, Amor, que eu te não dei
Guardo os versos mais lindos que te fiz!

                         Florbela Espanca

Penitência

Amo-te em silêncio
Porque o silêncio me acaricia
Toda vez que em ímpeto grito seu nome

Amo-te em silêncio
Porque de mim ele se apropria
E eu deixo-me levar pelo mesmo

O silêncio que para alguns
É a ausência do som meu caro
Para mim é mais que ausência é penitencia
Da qual mantenho-me acorrentado

Amo-te essa é a única certeza
Que possuo, ainda maior que a morte porque não?
Logo que a morte não precisa ser anunciada
Enquanto que  esse amor morre em mim calada


Amo-te ...


Janaína Bonfim.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Esperando

Não entendo porque ainda sonho com você
Não entendo porque é tão dificil de te dizer
Está obvio que era você dese o ínicio
Então porque não enxergamos antes?

Agora perco o sono escrevendo poemas
que você nunca vai lê
Fico ofegante toda vez que me encontro com você
E tenho medo de tranparecer o que dentro de mim
grita, ordena e imerge.

você me faz sentir protegida
Seu sorriso me deixa sem ar
E no seu abraço me sinto em casa
Será que isso que é amar?

Não sei não
Só sei que sigo esperando você
E sei que não é apenas paixão
É loucura e querer alé do querer !

Janaína Bonfim.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Se fosse amor...

Se fosse amor
Você não me esqueceria tão cedo
Se fosse amor
Estariamos juntos sem medo

Se fosse amor
 superariamos tudo
Eu estava pronto
Pra brigar com o mundo

Se fosse amor
Você não me abandonaria
Por causa de um punhado de palavras
Você não me deixaria assim só deixando mágoas

Pois é, mas eu amei
E sofre, só que agora acordei
E nem adianta apelar
Poque você nunca me amou e eu
virei a página ...


Janaína Bonfim.

- E agora ?

Você é tão presente em mim
Que ás vezes me pergunto se tudo
realmente acabou?

Me pergunto se o que sinto é amor
ou loucura ?
E se você é meu abismo
ou minha cura ?

Eu tento fugir, levantar
Mas os dias sem você parecem
se arrastar e me arrastar também

Erámos tão felizes
Você me amava tanto
E agora? Só me resta
pranto ...

Você está tão presente em mim
Que ás vezes me pergunto
Por onde ando ?

Janaína Bonfim.

domingo, 17 de abril de 2011

Sons FREE em Salvador

Desrroche 20/05
ROCK IN TABERNA
Apresenta:
Banda DESRROCHE
Banda INCRÉDULA
Dia: 20 de maio de 2011 a partir das 19hs
Local: Praça Pedro Arcanjo - Pelourinho

O Círculo 15/05
Dia: 15/05
Horário: 11h
Atraçao: O Círculo
Local Parque da Cidade

quarta-feira, 13 de abril de 2011

O sempre ...

Nada é pra sempre
Mas o sempre se torna eterno
Como as ondas que vem lamber a areia
E trás com elas lembranças e pensamentos

Nada é pra sempre
Mas o sempre me visita sempre
Toda vez que olhos alheios me lembram os seus
E sorrisos desconhecidos sorriem com os meus

Meu bem nada é pra sempre
Mas quando trata-se de você
O sempre me aparece sem pudor
Vem, volta, perde, ganha só pra mostrar que é amor !

Janaína Bonfim.

Próxima resposta

Não sei se devo,
Não sei se é certo,
Só sei que estou me rendendo,
To gostando de ter você por perto

Não sei se consigo entender
Não sei se é só ilusão
Só sei que não é nada mal a idéia de ter você
Quem sabe não é mesmo paixão?

Não sei se você pensa também em tudo isso
Não sei se é recíproco
Só sei que você mexe comigo
E eu não vou conseguir esconder o que sinto

E então como ficamos?
Não sei, só sei que ele também gosta
desse mistério que nos mantém ligados
Que nos deixa a espera da próxima resposta.

Janaína Bonfim.

domingo, 10 de abril de 2011

sábado, 2 de abril de 2011

O amor ...

Ele me deixa tonta 
domina meus pensamentos 
não pede licença 
não precisa de comprimentos 

Ele me invade sem cerimonia 
me diz o que devo fazer sem incomodo 
me possui sem pudor
e sem pudor me deixo pertencer

Ele mistura dentro de mim 
angustia e calmaria 
certeza e insegurança 
tristeza e alegria 
 medo e esperança 

Janaína Bonfim .

terça-feira, 29 de março de 2011

Acabou

A sensação de saber que agora acabou
Deixa um vazio, um escuro
E o mais triste é como dissemos adeus
Agora posso dizer que te conheço

Você me mostrou a face que eu não sabia que tinha
A face que desagradou meu coração
Um lado feio que me trouxe uma profunda
decepção.

Eu pisei na bola muitas vezes
E sei ser mais
Porém isso não lhe dá o direito
nem hoje, nem nunca de me julgar

A sensação de saber que agora acabou
Me fez pensar no que fiz e deixei de fazer
Mas agora é tarde pra discutir deixei de amar você!

Janaína Bonfim.

terça-feira, 15 de março de 2011

E se ?

E se fosse pra mim que ele olhasse 
E se fosse a mim que pedisse a mão 
E se fosse ao meu lado que ele quisesse 
Andar e viver uma paixão ?

Como seria ?

E se eu quisesse rouba-lo 
E se eu quisesse fazê-lo feliz 
Como ela não fez ?
Será que ainda estariamos apaixonados 

Como seria ?

E se agora ele olhar pra mim ?
E se agora eu começar a gostar de te pertencer?
E se ele me dizer sim ?
E se ele esquecer você ?

Como será ?

Acho que prefiro esperar ...

Janaína Bonfim.

Quem é você ?

Quem você pensa que é?
Pra atravessar assim o meu caminho?
Pra jogar dessa maneira 
Com o meu destino ?

Quem você pensa que é ?
Para me tentar desse jeito ?
Pra me deixar rendida?
E confunde o que eu quero?

Quem você pensa que é ?
Pra me fazer palpitar ao te ver?
Para me fazer sentir algo único?
E só querer você?


Janaína Bonfim.

Desejo você !


Seus olhos são meu abismo  
Seus olhos me fazem tremer  
Faz-me sair de mim mesmo 
Faz-me suar, perder, querer 
Sua boca é minha penitência 
Pois tão longe de mim está  
Sua boca me faz vitima  
De um desejo particular  
Mesmo te desejando assim menino  
Tudo que tenho é migalha que não me consola  
Mas saiba não é segredo que quero você 
E que amor platônico eu to fora !

 Janaína Bonfim.

As marcas do tempo em mim

As alegrias, as tristezas e desventuras
E tudo mais,
São marcas do tempo em mim

As frustrações, as noites em claro
E as conquistas
São marcas do tempo em mim


De um tempo que não vive
Que vê passar da janela
O tédio de outrora não deixa de existir
Tive vontade de sair mas, esperei por ela

Ela não veio, nem ontem, nem hoje
E não virá amanhã
E a vida? São apenas marcas do
tempo em mim...

Janaína Bonfim.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Abre a guarda

Eu sei seus olhos não resistem aos meus 
Sua boca deseja a minha a toda hora 
Sua pele incendeia com meu abraço 
Então, abre a guarda.


Deixa eu te envolver 
Sem te da chance de fazer nada 
Deixa eu te seduzir bem devagar 
Meu bem, abre a guarda.


Você sabe temos tudo em comum 
Pra que ficar entre a cruz e a espada 
Eu gosto de você e não escondo 
Vem me dá a mão, abre a guarda !




Janaína Bonfim.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

[ ... ]

A lei

Nos dias de chuva te procuro 
Nos do sol te quero perto 
nas noites frias fico inseguro 
Com medo que esteja em outro abraço

Me sinto sozinho mesmo estando 
Com tanta gente ao meu redor 
Me sinto perdida forçando 
Esse sorriso, escondendo a dor

Te entendo a culpa é minha 
Ironicamente tudo aconteceu assim 
Essa é a lei da vida 
Fiz mal pra você, voltou pra mim...

Janaína Bonfim 

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Sem título

" Quem me vê sorrindo 
      mal sabe o que esse sorriso largo 
                 esconde, 
Mal sabe quanta angustia ele 
             acolhe, 
     Nãos sabe como é dificil sorrir assim 
     escondendo minhas fraquesas ..."


Janaína Bonfim .

SILÊNCIO

O SILÊNCIO É ENVOLVENTE 
COTIDIANO E ASSUSTADOR 
SOMOS OBRIGADOS A CONVIVER COM ELE 
E ÁS VEZES ELE É TÃO ACOLHEDOR 

SILÊNCIO É UMA NECESSIDADE 
ELE EM TANTOS MOMENTOS É OPORTUNO 
E IRRITANTE, QUANTO VERDADEIRO 
E MADURO

O SILÊNCIO NÃO É SÓ AUSÊNCIA 
MAS TAMBÉM CONTEMPLAMENTO
NÃO É SÓ UMA PALAVRA NÃO PRONUCIADA 
MAS TAMBÉM REPRESENTA O SEU MOMENTO

O MOMENTO DE CALAR-SE 
E OUVIR O QUE O SILÊNCIO TE DIZ 
O MOMENTO DE DESACELERAR-SE 
E OUVIR 

O SILÊNCIO É RÉU, ACUSAÇÃO, DEFESA 
É JUIZ DOS SEUS ATOS DE FELICIDADE E DOR 
ELE TE DIZ SIM E NÃO COM A MESMA SUTILEZA 
SEMPRE SABE QUEM SOU ... 
JANAÍNA BONFIM.


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O que posso fazer ?

Na rua luzes acesas 
becos vazios
Já é tarde mas não interessa 
Depois de um não tudo que sobra é frio


Nos dias em que ando só 
Nem mesmo a solidão preenche 
Nem mesmo a luz do sol 
Me faz acreditar no dia seguinte 


E nas noites, o escuro 
Me abraça, acaricia 
Me beija delicado 
Fecho os olhos e vejo passar a vida 


Na rua luzes acesas 
E o seu rosto na próxima esquina 
Ainda acredito encontrar 
O que posso fazer ? Esperar o próximo mês chegar !


Janaína Bonfim .

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Você ...

Você é minha inspiração 
Você é a causa da minha insónia 
Você é meu porto, meu chão 
Minha perdição e minha cura 

Com você não tenho medo de dizer 
te amo, de não ter pudor 
Sem você só me engano 
Desconfio do amor 

Você é o acaso mais bem arranjado 
É o pecado mais doce que quero cometer 
É a vontade mais louca 
É o bem querer mais que bem querer 

Com você desafio a gravidade 
Sou capaz de voar 
Sem você só sou uma metade 
Perdida no ar 


Janaína Bonfim .

Costatação

De todos os beijos que beijei 
O seu foi o mais envolvente
De todos os abraços que abracei 
O seu foi o mais seguro 

De todos os olhares que levei 
O seu foi o que consegui enchegar além do olhar
De todos os sorrisos que me sorriram 
O seu foi o único que me tirou o ar

E ainda assim não consigo te ter por perto 
Ainda assim não sei te dizer as coisas certas 
Pode ser que o que sentimos não seja o mesmo 
Mesmo assim eu sei que me deseja 

Então meu bem 
Pra que resistir ?
Esquece o passado 
E se entrega de novo pra mim !

Janaína Bonfim.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Mentiras ...

Eu menti quando disse que não mais te queria
Eu menti quando disse não sentia sua falta
Menti também quando imaginei ter te esquecido
E a pior das mentiras dizer que não mais te amava

Mas você também mentiu quando falou que iria me esquecer
Mentiu quando mandou que eu procurasse uma outra pessoa
E ainda mente quando resiste em me olhar de frente
Quando finge que não pensa em outra chance

Só que estou cheia das nossas mentiras
Estou cheia de fugir do que sinto
Então se não tem mais porque mentir
Encara a verdade e volta pra mim .

Janaína Bonfim.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Eu escrevo ...

Porque tenho fome 
uma fome particular que ordena 
impera de modo famigerado

Escrevo porque gosto de flertar com o que sinto
e descobre que posso ser 
tantas sem me perder sem desviar do 
meu caminho

Escrevo porque me liberto 
porque sou a apaixonada 
porque me invento 
porque escrever me dá vida 


Enfim é indubitavelmente necessário
indispensável , eu escrevo !

Janaína Bonfim.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Sem título

Saudade, palavra que já diz tudo
Saudade, inspira poetas e músicos
Saudade, é abstrata e concreta
Saudade de mim, de você, do que erramos

Tempo que leva tantos,
Tempo que explica a chegada a partida
Tempo sábio, cura sério danos
Tempo senhor da morte e da vida

Encontro meu eu com saudade de você
Encontro você a tempo dos beijos esquecidos
Encontro-me nos seus braços e no querer
Encontro-me em momentos antes vividos

Mas sei que a saudade é curada com o tempo
Que o tempo passa de acordo com a dor
Que encontro pode ser um equivoco
Mas existe equivoco maior que o amor?

Janaína Bonfim.

Euu ...

Eu sou luz no escuro
Sou voz que cala ao te ouvir
Sou corrente presa ao muro
Sou você refletindo em mim
Penso e não falo
Falo o que não penso
Sou feita de falso contentamento
Sou contradição em contraste
Sou tudo que procuro e não encontro
Sou mil e uma
Sem conhecer as tantas que sou
Sou eu e nada mais
Sem máscaras ao maquiagem
Sou eu além do que pensa
Sou o que acredito, sem viagens !

Sou Janaína Bonfim.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Medo ... Pitty


" Medo de ter , medo de perder ..." 
 A mais pura verdade !

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Hoje a noite

Hoje eu vou sair espero te encontrar 
Em algum beijo roubado
Espero me perder ao te procurar
Espero te ver em algum rosto culpado

Deveria te esquecer 
Mas minha vontade de você me mantém viva
Deveria te enterrar
Mas teria que sepultar junto minha alma 

Eu queria parar de beber 
Parar de fumar 
Mas encontro nos meus vícios 
Um jeito de te afastar de calar 

Esse grito preso na minha garganta 
Esse grito que ordena seu corpo perto do meu 
Que conssome meus pensamentos que insistem em serem seus !

Janaína Bonfim.



domingo, 16 de janeiro de 2011

Mesmo estando do outro lado - Cascadura



Essa música éh muito linda e tem muito em comum com o meu momento
ela me faz lembrar do que vai custar muito pra eu esquecer 
[aaa] simplesmente eu adoroo !

Janaína Bonfim.

- Mais uma pra você !

Durante o dia faço coisas banais 
a tarde penso na remota chance de você me ligar
e de noite lembranças e a culpa vem me atormentar

Nos fins de semana tento me entorpecer
mais no dia seguinte volto a pensar em você
porque não inventaram remédio pra alma ?

No proximo mês vou tentar encontrar novamente a paz
vou tentar esquecer meus fantasmas 
exorcizar sua voz 
vou tentar não te procurar mais ... 

Janaína Bonfim.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Sozinha

Sozinha entre meus versos tristes
Busco novamente um porto
Busco inspiração pra falar de coisas boas
Mas é só em você que penso.

Todos dizem "vai passar"
Todos dizem "você consegue "
Mas eles não sabem o que é viver pra esperar
viver e não ter você aki de novo

Sozinha entre meus versos tristes
Busco novos olhares que me interessem
Busco aquele abraço acolhedor
Mas em todos encontro você como um flash back

Seu nome, sua boca, você
É só isso que acalma minha dor
E me atormenta todas as noites
Como doi perder seu amor !

Janaína Bonfim .

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Voltei a respirar

Hoje eu voltei a respirar 
Meu mundo voltou a girar 
Tudo porque ouvir novamente sua voz 
Uma voz que eu nunca esquece 

Hoje meu dia voltou a ter sol 
Meu sorriso se abriu maior 
Tudo porque você pode ser meu de novo 
E como esperei esse momento 

Hoje euu não quero dormir 
Quero que o dia dure mais 24 horas 
Pra eu lembrar como é bom 
Saber que o amor vale a pena o mundo dá voltas

Janaína Bonfim.

domingo, 9 de janeiro de 2011

Durante a nossa vida:

Conhecemos pessoas que vem e que ficam,
Outras que, vem e passam.
Existem aquelas que,
Vem, ficam e depois de algum tempo se vão.
Mas existem aquelas que vem e se vão com uma enorme vontade de ficar...


Charles Chaplin

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

De passagem

Hoje passei pela orla sentir o vento batendo no meu rosto 
tentei escrever o que sentia ali , mas não conseguia 
era uma mistura de paz e agonia 
de contemplação e ausencia 
alias ausencia é o sentimento que mais me visita 
nesses ultimos meses estamos intimos 
ela gosta tanto da minha compahia  que me procura sempre 
brincadeiras a parte ... a minha tarde me passou algo de importante 
algo que eu já deveria ter percebido 
que mesmo estando sozinha eu não estou sozinha 
é acho que vou pedir divorcio pra ausencia , eu sei que ela 
é muito apegada a mim então eu vou encarar um letigioso 
mais tudo bem eu quero muito que ela vá embora 
caminhando hoje me sentir livre , sem precisar brigar por isso 
sem dramas ou disputas uma liberdade tão gostosa que 
mesmo com a ausencia no meu pé eu curte ...
acho que não me espressei bem nesse texto mais como diz o título só de 
passagem ... bjus !
[aaa] até que a ausencia tem me rendido boas poesias 
enquanto ela me dá inspiração acho que nosso casamento não foi tão ruim ;D

Janaína Bonfim .

- Saudade do Preto .

Sinto saudade do seu abraço negro 
De suas negras tranças 
Do seu sorriso generoso 
E suas mãos firmes que me enlaçavam 

Sinto saudade de você me chamando de sua 
Sua pretinha sente falta de ser envolvida 
Pela sua pele de melanina e suor 
Sinto saudade do meu preto e do seu amor 

Mais que isso sinto ter te perdido 
Perdido seu cheiro e o brilho dos seus negros olhos 
Olhos de gato bandido 
Que roubou sem pedir licença meus pensamentos 

Sinto saudade do preto ...

Janaína Bonfim.

Pretaa ...


Preta, preta sim porque não?
Não sou mulata, nem morena, nem cor de jambo
Sou preta de alma e essência
Que sabe onde é seu lugar no mundo

não sou mais a preta dos senhores
Não mais a preta bá
Sou a preta pros meus pretos amores
E pra bailar no samba que eu gosto de sambar

Preta, preta sim porque não ?
Preta de mente e corpo são
Preta que toma sua vida nas mãos
E caminha com pés firmes no chão .

Preta e que orgulho tenho de ser preta
Que te hipnotiza com o bailar das minhas cadeiras
as que também conquista seu espaço
vencendo os preconceitos do passado

Preta, preta sim porque não?
Preta de mente e corpo são ...



Janaína Bonfim .

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Os olhos

Os olhos me fascinam 
Me atiçam, me surpreende,
Seu ar de segredos me provoca 
Me deixa tonta e me entendem 
Os olhos me fazem tremer 
A cada maneira que me olham 
Me fazem querer delacerada 
A cada jeito que me envolvem 
Seus olhos são meu abismo 
E meu paraquedas 
É meu destino 
Me fazem entregar as rédias.
Janaína Bonfim .

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Se ...

Se um dia eu acordar 
Quero acordar do seu lado 
Se um dia nada mais velar a pena
Quero está com você 
E então se nada mais fazer efeito 
Quero um beijo ...

Se você resolver ir embora 
Quero ir contigo 
Se insistir ir sem mim 
Ainda sim irei, mesmo sem saber o rumo

Se um dia eu não for mais seu amor 
Então só me resta morrer 
Porque não há vc sem mim 
E eu não existo sem você ... 

Janaína Bonfim . 
[ aaa] Uma ajudinha de Vinícios !

domingo, 2 de janeiro de 2011

Bastava um sim

Bastava uma palavra sua
Bastava um olhar difrerente 
E eu iria correndo pra sua rua 
E gritaria pra quem quisesse ouvir que 
não te esquece nem um instante.

Bastava uma palavra 
Para minha angustia ir embora 
Bastava um toque 
Para eu dar adeus a solidão que me devora

Mas como tudo que tenho são lembranças 
me contento, e as guardo como se o tempo 
pra elas e pra mim não fizesse efeito.

Janaína Bonfim
- Sempre é tudo q se faz eterno ... 
nos ultimos dias essa frase não sai da minha cabeça 
parece um mantra que eu mesma repito a todo momento 
ainda não sei em prática como ela fuciona mas estou tentando!
oq vocês acham ?