Follow by Email

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/a-torcedora-gremista-que-chamou-aranha-de-macaco-tem-nome-e-sobrenome-a-policia-militar-e-o-ministerio-publico-do-rio-grande-do-sul-so-nao-tomarao-atitude-contra-o-racismo-se-nao-quiserem-29082014/


Esse tipo de pessoa tem q ser trancafiada numa cadeia pois intolerância não éh só um termo bonitinho mais uma realidade que negros, homossexuais e todas pessoas que se ousam serem "diferentes" do que padrões ultrapassados e preconceituosos afirmam serem os corretos ... me orgulho de sim ser PRETA e se não nascesse PRETA gostaria de ser porque a histórias do meu povo mostra q resistência e luta são nossos sobrenomes e vc sua ridícula fique sabendo q tds nós de acordo cm a ciência viemos dos macacos !! portanto vc tbm éh macaca mais pelo seu comportamento mais do que pré histórico te comparar cm os pobres primatas éh um ofensa !! tenho vergonha de pertencer a uma sociedade cm éh está nossa como digo sempre o BRASIL ÉH UMA PIADA !!!




sexta-feira, 25 de julho de 2014

Metonímia

Meu pai colocou meu nome num barquinho que comprou,
É miúdo.
Uma insignificância do meio do oceano de vaga vaga .
É reles.

De uma cruel e desleixada vileza.
De uma pequenez quase lírica.

É reles.

Mal cabem nele dois homens e o isopor para pescaria.

Mal cabem dois homens.

Talvez somente ele-solitário- e o isopor.

Mas, como no milagre,
o barco que leva meu nome caminha sobre as águas.


Lívia Natália.

Uma linda poetisa adorei nosso encontro.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Carpe dien

Ah ele é assim sorriso de menino,
Olhar de gato negro,
E abraço de abrigo quente, envolvente 
Como não se apaixonar por esse rapaz?

Ele chega devagar, beija devagar 
E devagar te leva pela mão 
E dai em diante nem sei se o que acontece 
É real ou sonho, se é erro ou paixão 

Seu amor trás paz e carinho 
Trás momentos únicos aos apaixonados pelo luar 
Esse rapaz é inesquecível
E irresistível, como não querer amar?

Ah meu bem, era pra ser você
tinha que ser você... Mas não é!
E tudo que é, sei lá
Só sei que sempre vou te admirar .

Janaína Bonfim .

( essa poesia foi feita pra uma pessoa muito especial na minha vida e espero que ele encontre alguem tão especial e amável como ele é e sempre foi : Jeck Samus)

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Meu caminho

E se as raízes que fiz me seguem pelo percurso
Das estradas com espinhos que minhas marcas mostram
É porque as escolhas que fiz não me deixam sozinho.

Como posso negá-las, ou até mesmo fingir
que não as pertenço?
Se mesmo antes de saber elas já me pertenciam.

Minhas raízes me moldaram e nutriram
Pra que eu me tornasse uma mulher, consciente do meu espaço
E desse mundo lotado de ignorância e desigualdade
enfim não nego nenhum pedaço.

Nenhuma cicatriz, nenhum percalço
Nada, Porque minha estrada atrás dos meus pés me transformaram
no que sou ... Mulher de verdade!


Janaína Bonfim.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Mareados ...

Ás vezes quero te engolir, 
Como o mar engole o rio,
Misturas as águas calmas do teu rio,
Com as tormentas do meu oceano.

Depois tenho vontade de te ninar em águas quentes 
Te fazer enlouquecer com minhas ondas que lambem a areia,
Te enfeitiçar feito sereia.

Meu amor nessa dança, 
De natureza a flor da pele, 
Meu coração por você inflama.
E não reclama, enquanto adormece 
em suas calmas margens.  


Janaína Bonfim.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

[...]

Vai embora, mas vai de uma vez 
Arranca de mim você 
Fica, mas fica devagar 
Pra eu não sentir que é um erro 

Me solta, e não me faz querer lembrar
Diz a verdade, mas com doçura e sem pudor 
Me leva pra cama e cala a minha voz 
Que é pra eu ter certeza que é amor 

Vai embora, mas volta toda vez que for preciso 
Fica e lembra do que somos feitos 
de amor e ódio, prazer e redenção 
De tudo que não é certo ter ... Eu e você !

Janaína Bonfim.

Não cabe mais ...

Existem momentos que sinto sua falta 
Em outros sua ausência me faz melhor 
É tão inconstante a nossa história 
Que fica até difícil falar de amor 

Você me consome omo um copo de vodka 
Me traga e joga fora 
E eu desejando que isso seja tudo 
Derrepente vem e me renova 

Eu sinto não posso mais 
Eu vejo não cabe mais 
Porém quando é você
Empurro minha vida pra está ao seu lado 

Entre beijos e caricias 
Vazio e penitencia
Entre amasso e suor
Está você um muro e essa dor 

Eu sinto não posso mais 
Eu sinto não cabe mais 
E ainda assim te quero perto.


Janaína Bonfim.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

- Nosso ato -

Começa assim, arrepio toda,
Me molho toda,
E a saliva e o suor, sou sua,
Sem muitas perguntas.

Dali em diante meus sentidos se aguçam,
Todos se deliciando com os seus,
O toque, o olfato e o sabor.
De todo desejo que pulsa.

E então esse nosso ato de arder em brasa e fogo
Fica cada vez mais frenético,
Fica cada vez mais perigoso 
Fica cada vez mais nosso.

Águia ...

Sou mulher brincando de ser menina,
Sou cabeça flertando cm o coração,
Sou quem com suavidade te alucina, 
E você , nem percebe.

Sou fortaleza escondida na dor,
Com olhos voltados para o horizonte 
Sou quem bebe, fuma e ama sem pudor 
Sem máscaras eu sou .

E você se quiser  saber mais, 
Prepare-se sou fogo e brasa, 
beijo e carícias 
Mas nem pense em me prender em jaulas 
Pois sou águia...


Janaína Bonfim.