Follow by Email

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Abre a guarda

Eu sei seus olhos não resistem aos meus 
Sua boca deseja a minha a toda hora 
Sua pele incendeia com meu abraço 
Então, abre a guarda.


Deixa eu te envolver 
Sem te da chance de fazer nada 
Deixa eu te seduzir bem devagar 
Meu bem, abre a guarda.


Você sabe temos tudo em comum 
Pra que ficar entre a cruz e a espada 
Eu gosto de você e não escondo 
Vem me dá a mão, abre a guarda !




Janaína Bonfim.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

[ ... ]

A lei

Nos dias de chuva te procuro 
Nos do sol te quero perto 
nas noites frias fico inseguro 
Com medo que esteja em outro abraço

Me sinto sozinho mesmo estando 
Com tanta gente ao meu redor 
Me sinto perdida forçando 
Esse sorriso, escondendo a dor

Te entendo a culpa é minha 
Ironicamente tudo aconteceu assim 
Essa é a lei da vida 
Fiz mal pra você, voltou pra mim...

Janaína Bonfim 

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Sem título

" Quem me vê sorrindo 
      mal sabe o que esse sorriso largo 
                 esconde, 
Mal sabe quanta angustia ele 
             acolhe, 
     Nãos sabe como é dificil sorrir assim 
     escondendo minhas fraquesas ..."


Janaína Bonfim .

SILÊNCIO

O SILÊNCIO É ENVOLVENTE 
COTIDIANO E ASSUSTADOR 
SOMOS OBRIGADOS A CONVIVER COM ELE 
E ÁS VEZES ELE É TÃO ACOLHEDOR 

SILÊNCIO É UMA NECESSIDADE 
ELE EM TANTOS MOMENTOS É OPORTUNO 
E IRRITANTE, QUANTO VERDADEIRO 
E MADURO

O SILÊNCIO NÃO É SÓ AUSÊNCIA 
MAS TAMBÉM CONTEMPLAMENTO
NÃO É SÓ UMA PALAVRA NÃO PRONUCIADA 
MAS TAMBÉM REPRESENTA O SEU MOMENTO

O MOMENTO DE CALAR-SE 
E OUVIR O QUE O SILÊNCIO TE DIZ 
O MOMENTO DE DESACELERAR-SE 
E OUVIR 

O SILÊNCIO É RÉU, ACUSAÇÃO, DEFESA 
É JUIZ DOS SEUS ATOS DE FELICIDADE E DOR 
ELE TE DIZ SIM E NÃO COM A MESMA SUTILEZA 
SEMPRE SABE QUEM SOU ... 
JANAÍNA BONFIM.


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O que posso fazer ?

Na rua luzes acesas 
becos vazios
Já é tarde mas não interessa 
Depois de um não tudo que sobra é frio


Nos dias em que ando só 
Nem mesmo a solidão preenche 
Nem mesmo a luz do sol 
Me faz acreditar no dia seguinte 


E nas noites, o escuro 
Me abraça, acaricia 
Me beija delicado 
Fecho os olhos e vejo passar a vida 


Na rua luzes acesas 
E o seu rosto na próxima esquina 
Ainda acredito encontrar 
O que posso fazer ? Esperar o próximo mês chegar !


Janaína Bonfim .

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Você ...

Você é minha inspiração 
Você é a causa da minha insónia 
Você é meu porto, meu chão 
Minha perdição e minha cura 

Com você não tenho medo de dizer 
te amo, de não ter pudor 
Sem você só me engano 
Desconfio do amor 

Você é o acaso mais bem arranjado 
É o pecado mais doce que quero cometer 
É a vontade mais louca 
É o bem querer mais que bem querer 

Com você desafio a gravidade 
Sou capaz de voar 
Sem você só sou uma metade 
Perdida no ar 


Janaína Bonfim .

Costatação

De todos os beijos que beijei 
O seu foi o mais envolvente
De todos os abraços que abracei 
O seu foi o mais seguro 

De todos os olhares que levei 
O seu foi o que consegui enchegar além do olhar
De todos os sorrisos que me sorriram 
O seu foi o único que me tirou o ar

E ainda assim não consigo te ter por perto 
Ainda assim não sei te dizer as coisas certas 
Pode ser que o que sentimos não seja o mesmo 
Mesmo assim eu sei que me deseja 

Então meu bem 
Pra que resistir ?
Esquece o passado 
E se entrega de novo pra mim !

Janaína Bonfim.