Follow by Email

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

- Nosso ato -

Começa assim, arrepio toda,
Me molho toda,
E a saliva e o suor, sou sua,
Sem muitas perguntas.

Dali em diante meus sentidos se aguçam,
Todos se deliciando com os seus,
O toque, o olfato e o sabor.
De todo desejo que pulsa.

E então esse nosso ato de arder em brasa e fogo
Fica cada vez mais frenético,
Fica cada vez mais perigoso 
Fica cada vez mais nosso.

Águia ...

Sou mulher brincando de ser menina,
Sou cabeça flertando cm o coração,
Sou quem com suavidade te alucina, 
E você , nem percebe.

Sou fortaleza escondida na dor,
Com olhos voltados para o horizonte 
Sou quem bebe, fuma e ama sem pudor 
Sem máscaras eu sou .

E você se quiser  saber mais, 
Prepare-se sou fogo e brasa, 
beijo e carícias 
Mas nem pense em me prender em jaulas 
Pois sou águia...


Janaína Bonfim.