Follow by Email

sábado, 14 de julho de 2012

Só ...

Ainda cercada de nada, levanto-me
Mulambo destroçado
Pelas minhas escolhas irresponsáveis

Ainda cercada de nada, levanto-me
Olho no espelho e vejo o quanto
Faço mal a mim, o quanto estou mal

Procuro apoio em quem já está encostado
Tento pensar  numa  saída  que não seja óbvia
Que não esteja presa ao passado que seja uma porta ... 

Ainda cercada de nada
Sou eu e a minha angustia
Sou eu e a minha solidão
Andamos na nossa caminhada as escuras.

Janaína Bonfim.


Mentiras Dissimuladas

Mentiras dissimuladas num olhar angelical
Sorrisos venenosos de lábios adocicados
E frieza num olhar penetrante 


Até parece que já sabe como te ganhar
Até parece que já sabe suas fraquezas
Que são tão banais aos mortais iguais a você ...


Não perco o sono com as mazelas do mundo
Tenho coisa melhor com que me  preocupar 
Afinal de que serve um estado apodrecido,
Com pessoas levianas e inescrupulosas
Por isso não me arrependo de nada só do que não fiz ...


E o perigo nem passa pela sua cabeça 
Ele come a sua mesa 
E sem você perceber, espreita 
Como um caçador na floresta


Janaína Bonfim.