Follow by Email

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Meu caminho

E se as raízes que fiz me seguem pelo percurso
Das estradas com espinhos que minhas marcas mostram
É porque as escolhas que fiz não me deixam sozinho.

Como posso negá-las, ou até mesmo fingir
que não as pertenço?
Se mesmo antes de saber elas já me pertenciam.

Minhas raízes me moldaram e nutriram
Pra que eu me tornasse uma mulher, consciente do meu espaço
E desse mundo lotado de ignorância e desigualdade
enfim não nego nenhum pedaço.

Nenhuma cicatriz, nenhum percalço
Nada, Porque minha estrada atrás dos meus pés me transformaram
no que sou ... Mulher de verdade!


Janaína Bonfim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário